JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
Portuguese English Italian Spanish

Pirenópolis reserva muitas belezas naturais, mas grande parte delas encontram-se um pouco distantes do centro histórico e das estradas asfaltadas da região. Apenas um passeio Off Road é capaz de desvendar toda exuberância da natureza que a região possui.

Através de um veiculo 4X4, pilotado por um profissional experiente, é possível desbravar boa parte do cerrado e conhecer de perto montanhas, vales, veredas, florestas e lindas cachoeiras em uma experiência inesquecível.

A aventura inclui atravessar pequenos riachos, passagens incríveis por erosões, desvios em atoleiros, passando por trilhas quase inexploradas e chegando a lugares surpreendentes, intocados pela mão do homem. Uma verdadeira proposta de contato com a natureza e com as sensações de fazer parte dela.

Em meio a árvores nativas, animais silvestres, dezenas de reservas naturais, e cachoeiras, os percursos passam por trilhas e estradas radicais, com a oportunidade de ver a região de Pirenópolis de uma forma especial, desfrutando de seu potencial ecoturístico e valorizando cada vez mais a consciência da preservação da natureza.

Então reúna os amigos e prepare-se para um passeio sensacional nos caminhos radicais que rodeiam a agradável Pirenópolis.

DICAS DE OFF ROAD
Lama

Ao se aproximar de um terreno inconsistente e enlameado deve-se aumentar a velocidade em marcha baixa (segunda ou terceira) e evitar acelerações exageradas que possam causar a patinagem do veículo. Dirigir muito rápido em tais condições pode gerar derrapagens e perda de controle. Porém, dirigindo muito devagar, você não estará utilizando o torque ideal do motor, prejudicando a tração e conseqüentemente perdendo velocidade.


Rocha

A habilidade na condução do veículo em terreno rochoso está em manter-se no nível mais alto possível da região que se esta atravessando. A força de torção é mais importante que a potência quando se percorre uma inclinação rochosa. Por isso, manter-se em primeira ou segunda marcha com uma relação baixa é a melhor coisa. Sempre utilizar velocidade alta para evitar que os pneus patinem.


 Areia

Em situações com areia não compactada utilize uma relação 4x4 alta, o que lhe permitirá manter uma velocidade constante; porém, caso o veículo atole, utilize uma relação mais baixa. A areia não compactada e macia reduz muito a tração prejudicando a performance do veículo. Tenha em mente que velocidade contínua é sempre a melhor saída para este tipo de dificuldade.


Água

Quando se tem que enfrentar a água é importante que as parte elétricas estejam bem protegidas. Uma boa idéia é aplicar uma graxa à base de silicone nas partes vulneráveis. Lembre-se: antes de atravessar riachos é importante inspecionar o percurso.
Logo após ter saído d'água, deve-se sempre manter, por um pequeno período, o pedal de freio levemente pressionado com a finalidade de restaurar a eficiência dos freios; verificar que o radiador esteja livre de lama e folhas e, obviamente, assegurar-se de que os pneus não foram danificados no momento da travessia.


Em Buracos

Evite forçar o jipe. Procure sempre a melhor passagem quando deparar com buracos e erosões. Não ande por dentro de rastros fundos, pois o diferencial poderá ficar preso. Aproveite os pequenos barrancos que se formam nas laterais da trilha para nivelar o jipe.


Em Descidas Fortes

Use sempre a primeira marcha reduzida. Deixe o veículo descer sem acelerar. Não freie, pois poderá perder aderência e capotar. O freio-motor é mais eficiente nestes casos. Se sentir que o veículo está perdendo aderência, acelere levemente.

Em Subidas Fortes

Não acelere forte. Suba com calma, acelerando levemente para o veículo não patinar. Se puder entrar embalado com 2ª ou 3ª reduzida, melhor. Não use 1ª reduzida pois assim perderá o embalo e forçará muito o motor.